Pedido de Música
Guarabyra se retira de álbum de Sérgio Reis por incompatibilidade com posição política do artista

Advertisement

Guarabyra se retira de álbum de Sérgio Reis por incompatibilidade com posição política do artista


♪ O próximo álbum de Sérgio Reis já sofreu uma baixa em time de convidados que inclui cantores como Anastácia, Maria Rita, Paula Fernandes e Zé Ramalho.

Guarabyra – cantor, compositor e músico que forma a dupla Sá & Guarabyra com Luiz Carlos Sá desde os anos 1970 – se retirou do disco em que o artista sertanejo regrava sucessos da MPB na companhia de convidados.

O motivo foi político. Aos 81 anos, Sérgio Reis sofre (justas) retaliações por áudio viralizado em que afirma que caminhoneiros, financiados por produtores de soja, fariam movimento de paralisação para pressionar o Senado a afastar ministros do Supremo Tribunal Federal. O áudio foi gravado após reunião de Reis com o presidente do Brasil Jair Bolsonaro, repudiado por quase toda a classe artística.

Mesmo que o ato tenha sido desmentido por lideranças dos caminhoneiros, a tomada de posição do artista contra instituições democráticas como o STF levou Guarabyra a recusar a participação no disco em regravação de Sobradinho (Luiz Carlos Sá e Guarabyra, 1977), primeiro grande sucesso da dupla Sá & Guarabyra.

“De Sérgio Reis, sempre tive enorme admiração pelo trabalho, bom gosto, extrema musicalidade. No disco dele que irá sair, inclusive participaria em uma faixa, gravação dele de Sobradinho. Mas me considero incompatível com seu posicionamento atual e infelizmente declino do convite”, justificou Guarabyra em rede social.

Após a alegação inicial, Guarabyra publicou outro texto em forma de imagem. “Tenho absoluto respeito pelo posicionamento político de quem quer que seja, e sempre prezei o debate leal e democrático. Tenho, porém, absoluto desprezo por quem despreza o debate leal e democrático e ameaça a democracia com medidas autoritárias – a ponto de divulgar vídeo em que há inclusive menção a derramamento de sangue, se necessário for – independente de quem seja: músico, colega, ou não”, reforçou Guarabyra nesse segundo texto.

Se não sofrer mais baixas, o próximo álbum de Sérgio Reis trará duetos com Anastácia na regravação do xote Eu só quero um xodó (1973), com Maria Rita em Romaria (Renato Teixeira, 1977) e com Zé Ramalho em Admirável gado novo (Zé Ramalho, 1979), entre outras faixas com convidados.


 

Postar um comentário

0 Comentários