Pedido de Música
VEJA O HIT RIDERS ON THE STORM DE THE DOORS

Advertisement

VEJA O HIT RIDERS ON THE STORM DE THE DOORS


John Densmore lembra vividamente as palavras que o produtor de longa data do Doors, Paul A. Rothchild, usou para descrever "Riders on the Storm""música de coquetel"“No momento em que ele a ouviu, estava em um ensaio inicial e ainda não tinha evoluído para o que se tornou”, diz o baterista sobre a faixa dramática, uma história de fantasma de caubói com chuva e trovões assustadores. “Mas é realmente uma das nossas canções mais importantes.”

A história completa da faixa será finalmente contada na reedição do box set do 50º aniversário de L.A. Woman, o triunfante álbum final da banda para o cantor Jim Morrison, que será lançado em 3 de dezembro. Entre as faixas bônus que acompanham o disco recém-remasterizado estão a demo original de "Riders", que a banda gravou no Sunset Sound, uma versão alternativa da música gravada durante as sessões de LA Woman, e a versão final em estúdio.

A coleção, que contém três CDs e um LP, traz no total 18 gravações inéditas. “Recentemente, Robby sentiu que L.A. Woman foi o álbum mais organicamente formado que já fizemos, porque a maioria das músicas foram iniciadas apenas por jamming,” diz Densmore“A consideração de Robby às vezes trazia uma música completa como 'Light My Fire’.” Quando os Doors começaram a escrever L.A. Woman, apenas alguns meses se passaram desde que lançaram seu quinto LP, Morrison Hotel, que viu o retorno a um som mais blues mais pesado do que os desvios pop que haviam feito recentemente.

Eles queriam manter o ímpeto em L.A. Woman e, juntos, escreveram “Love Her Madly”“L.A. Woman” e “Riders on the Storm”, entre outros favoritos dos fãs no álbum, antes de convidar Rothchild para seus ensaios e, eventualmente, gravar a versão de “Riders”, no Sunset Sound. A demo original se move um pouco mais rápido do que a versão de estúdio, e o tecladista Ray Manzarek tocou baixo de piano, onde deu uma sensação mais áspera, quase eletrônica.


 

Postar um comentário

0 Comentários