Pedido de Música
Fender: nos EUA, 16 milhões aprenderam guitarra na pandemia Skip to main content

Breaking News

[tdnewsticker][label=Biografia][posts=8]

Fender: nos EUA, 16 milhões aprenderam guitarra na pandemia

Estudo chamado “Análise do cenário do novo guitarrista da Fender”, encomendado junto com o YouGov, levantou dados para identificar e compreender as necessidades desta nova comunidade

Fender diz que 16 milhões de pessoas dos EUA aprenderam a tocar guitarra na pandemia. A famosa marca de instrumentos musicais divulgou os resultados de um estudo chamado “Análise do cenário do novo guitarrista da Fender”, encomendado junto com o YouGov®, que revelou que 7% da população norte-americana com idades entre 13-64 anos (aproximadamente 16 milhões de pessoas ) começou a aprender guitarra nos últimos dois anos, com 62% citando COVID-19 e os bloqueios associados à pandemia como um grande motivador

Antecipando a necessidade crescente de hobbies individuais, saudáveis ​​e positivos durante um período de isolamento, em abril de 2020 a Fender ofereceu três meses de cortesia do Fender Play®, seu aplicativo de aprendizado online completo para guitarra, baixo e cavaquinho. Isso resultou em 1 milhão de novas inscrições, em meio a vendas crescentes de guitarras, de acordo com a empresa.

Diante disso, a Fender fez parceria com a YouGov® para encomendar uma pesquisa feita com 10.000 pessoas com o objetivo de identificar e compreender as necessidades desta nova comunidade. Aprendendo com os dados coletados, a Fender lançou o Beginner’s Hub, uma rede de recursos online que inclui todas as ferramentas que um novo instrumentista precisa para começar, usar e eventualmente dominar sua guitarra, baixo ou ukulele.

A pesquisa aponta que 77% dos entrevistados relataram que tiveram tempo livre adicional durante este período, o qual costumavam brincar e praticar. Embora este grupo tenha visto a pandemia como uma experiência compartilhada, os resultados da pesquisa revelaram que suas motivações, experiências de vida e níveis de dedicação eram extremamente variados.

“A pandemia acelerou rapidamente o crescimento já saudável de guitarristas iniciantes então, avançamos nosso investimento em ferramentas para apoiá-los”, disse Andy Mooney, CEO da Fender. “Nosso pacote de ferramentas para iniciantes permite que novos instrumentistas aproveitem o processo de aprender a tocar a música que eles amam e talvez continuem a criar músicas que todos nós adoraremos”, afirma Mooney.


Principais Insights da Pesquisa da Fender

A nova face dos Guitarristas

Dos novos músicos, 72% têm entre 13 e 34 anos, inaugurando a próxima geração de artistas que transformarão a indústria da guitarra e da música. Esses novos músicos não são totalmente novatos em música: a maioria já tocou ou tentou tocar outro instrumento antes da guitarra, sendo o piano / teclado e o baixo os mais populares.

“GuitarTok”

De acordo com a pesquisa, 58% dos iniciantes usam o TikTok semanalmente ou com mais frequência. Além disso, 67% dos iniciantes procuram e consomem conteúdo de guitarra ou violão pelo menos semanalmente, senão diariamente (19% diariamente, 48% semanalmente).

A música está na família

O levantamento afirma que 33% dos guitarristas iniciantes atuais e 33% dos aspirantes a guitarristas – aqueles que ainda não aprenderam / tocam guitarra, mas indicaram alto interesse / probabilidade de fazê-lo nos próximos 12 meses –  têm um membro da família que possuiu um violão, então, ter o instrumento em casa pode ser um fator para músicos iniciantes.


As motivações para aprender a tocar guitarra mudaram

O estudo aponta que 67% dos novos músicos têm carreiras em tempo integral, sendo que a maioria considera a guitarra um hobby e não uma paixão. Fora da guitarra, os videogames são um de seus principais hobbies – indicando uma oportunidade crescente de se conectar com jogadores em espaços virtuais.

Outros hobbies incluem culinária, saúde e bem-estar, leitura e viagens. Pesquisas mostram que mulheres, adolescentes, adultos com mais de 40 anos e jogadores iniciantes negros são especialmente propensos a se classificarem como autodidatas quando se trata de tocar guitarra no momento.

Influência de gênero musical

O Hip-Hop é o gênero mais popular entre os iniciantes de hoje. No entanto, eles são menos propensos a associá-lo à guitarra. Explorar esse gênero pode ajudar a gerar interesse e envolvimento com os jogadores, diz o estudo.

Guitarristas Latinos

Nos últimos dois anos, 38% dos 16 milhões de novos tocadores se identificaram como latinos, enfatizando a necessidade da Fender e da indústria em geral apoiar e garantir que jogadores de todas as origens tenham uma experiência sem barreiras para aprender a tocar guitarra. Dos 38%, os músicos hispânicos são mais propensos a procurar violões para criar música e se apresentar, segundo a pesquisa.


Prática e tempo de estudo

Dos iniciantes, 53% passam 2 horas ou menos praticando por semana, mas em média, eles acreditam que praticar 4 horas por semana por 1-2 anos é o que vai levar para “ficar bom” na guitarra ou violão.

Começar é difícil

Aqueles que aspiram a tocar guitarra listam significativamente mais barreiras do que aqueles que já começaram a tocar, indicando que o próprio ato de começar pode ser a parte mais difícil de aprender a tocar guitarra. Depois de começar, os entrevistados relataram que uma das maiores dificuldades é não aprender ou progredir com rapidez suficiente. Tanto que 17% dos iniciantes atestam que uma oportunidade de recompensa os ajudaria a continuar aprendendo.

Entre os resultados da pesquisa da Fender e a prática

Dos 16 milhões de novos tocadores que surgiram nos últimos dois anos, um em cada quatro estagnou em seu progresso, provando que começar é difícil, mas continuar pode ser mais difícil, portanto, o suporte ao aprendizado contínuo é crucial para sustentar os músicos.

Utilizando esses dados, a Fender pretende refinar seus programas existentes para dar suporte aos novos instrumentistas, adaptando-se às necessidades em constante mudança dos diversos grupos demográficos que compõem este grupo.


Reconhecendo o interesse renovado pela guitarra entre os jovens e os benefícios ao longo da vida da educação musical para jovens, a Fender Play Foundation ™ tem trabalhado com Los Angeles Unified, o segundo maior distrito escolar dos EUA desde 2020 para expandir a programação de educação musical em suas escolas e espera expandir para distritos escolares em todo o país nos próximos anos.

O público mais jovem também descobre sua música e hobbies digitalmente, exigindo um investimento mais significativo nas redes sociais. Antes de a Fender entrar no TikTok no mês passado, #Fender foi visto mais de 157 milhões de vezes e “#GuitarTok” acumula mais de 1 bilhão de visualizações.

A Guitarra transcende gêneros e música abrange todas as fronteiras, demografia e culturas. Requer investimento interno e externo para tornar a indústria igualmente acessível a todos os artistas, e a Fender afirma que está comprometida com uma ação robusta para remover quaisquer barreiras à entrada. Com ferramentas como o Beginner’s Hub, a Fender visa eliminar as suposições que podem surgir ao começar a tocar guitarra e desmistificar o que pode ser um novo hobby intimidante. Confira o estudo completo acessando aqui.


 

Postar um comentário

0 Comentários