Pedido de Música
Pearl Jam quase acabou após tragédia similar ao Astroworld, relembra Eddie Vedder Skip to main content

Breaking News

[tdnewsticker][label=Podcast][posts=8]

Pearl Jam quase acabou após tragédia similar ao Astroworld, relembra Eddie Vedder


Nos últimos dias, o festival Astroworld, comandado por Travis Scott, se tornou notícia ao redor do mundo por uma tragédia que deixou ao menos 10 vítimas fatais e centenas de feridos. Quem também já passou por algo parecido, no entanto, foi o Pearl Jam.

Em um trecho de I Am Mine, programa gravado por Eddie Vedder para a Audible antes mesmo do polêmico evento do rapper, o vocalista falou sobre o festival de Roskilde, na Dinamarca, em 2000. Durante o evento, que teve show das lendas do Grunge, nove pessoas morreram e 26 foram feridas de maneira bastante similar ao que aconteceu nos EUA recentemente.

Por lá, Vedder revelou pela primeira vez que um dos membros da banda chegou a sugerir que eles nunca mais fizessem um show. Felizmente, não foi o caso e o PJ segue firme até hoje — mas não sem que a experiência tivesse mudado Eddie completamente. Ele explica (via UCR):

Eu tive minha própria forma de lidar com isso, que foi ter aulas de violão espanhol com pessoas que não falavam inglês. Foi só uma forma de focar e estar ao redor de pessoas que eu não podia entender na maior parte do tempo. Assim eu fui capaz de estar perto de pessoas, mas como eu não entendia muito bem o que elas estavam dizendo, foi algo muito pacífico e calmo.

Houve pelo menos uma pessoa na banda, eu me lembro, que pensou que talvez nós não devêssemos tocar nunca mais, e [mesmo que] isso não fosse algo que todos nós sentíssemos, também não era algo que poderia ser deixado de lado facilmente. Nós todos tivemos que processar algo pelo que nós passamos como indivíduos, mas também com a ajuda um do outro.

O cantor ainda conta que o Pearl Jam teve que voltar aos palcos pouco tempo depois pois já tinha um show marcado. A experiência, segundo ele, não foi fácil mas resultou justamente na música que dá nome ao programa:

Nossos nervos estavam bem à flor da pele na noite anterior. Nós tivemos uma rápida passagem de som e parecia um pouco estranho, olhar para todos os lugares vazios […] tinha um significado diferente. […] Havia tanta emoção rolando, eu pensei, ‘Eu consigo me apropriar disso; eu preciso fazer algo’. Eu tinha um pequeno gravador de fita, e foi aí que eu gravei e descobri a música ‘I Am Mine’. Foi tudo sobre ficar pronto para aquele primeiro show, e esperando que nós todos estaríamos seguros na noite seguinte.

Postar um comentário

0 Comentários