Pedido de Música
Olivia Hime volta à obra de Francis Hime ao gravar o álbum 'Canções do meu melhor amigo' no Rio Skip to main content

Breaking News

[tdnewsticker][label=Podcast][posts=8]

Olivia Hime volta à obra de Francis Hime ao gravar o álbum 'Canções do meu melhor amigo' no Rio


♪ Olivia Hime entrou no estúdio da gravadora carioca Biscoito Fino na segunda-feira, 18 de julho, para começar a dar forma ao 16º álbum de discografia iniciada há 45 anos com a edição de single duplo em 1977. O título do álbum, Canções do meu melhor amigo, alude justamente a esse início de carreira em 1977.

É que a canção que gerou o título do disco, Meu melhor amigo (1977), é a música que há 45 anos abriu a parceria do compositor Francis Hime com Olivia, letrista que se tornaria recorrente no cancioneiro do compositor a partir de então. Francis gravou Meu melhor amigo no álbum Passaredo (1977), mas a canção permaneceu até então inédita na voz de Olivia Hime.

Com repertório voltado inteiramente para a obra de Francis Hime, parceiro de Olivia na música e na vida, o álbum Canções do meu melhor amigo apresenta músicas inéditas como Círculo fechado (Francis Hime e Paulo César Pinheiro) e Valsa sedutora (Francis Hime e Zélia Duncan) – composição já apresentada em show de Francis, com participação de Zélia, mas nunca gravada em disco – e rebobina canções como Eterno retorno (Francis Hime e Geraldo Carneiro, 2009).

Da profícua parceria com Francis, Olivia também grava Amorosa (2014), música até então inédita na voz da cantora e compositora carioca. A faixa tem as cordas do Quarteto Maogani.

Canções do meu melhor amigo é o primeiro álbum de Olivia Hime desde Espelho de Maria (2018), disco editado há quatro anos com canções de Dori Caymmi, Edu Lobo e o recorrente Francis Hime.


 

Postar um comentário

0 Comentários