Pedido de Música
Gravadora Som Livre mantém autonomia criativa ao ser adquirida pela Sony Music

Advertisement

Gravadora Som Livre mantém autonomia criativa ao ser adquirida pela Sony Music


♪ A gravadora carioca Som Livre passa a ser propriedade da empresa norte-americana Sony Music Entertainment (SME), companhia de atuação multinacional no mercado de discos.

O anúncio da aquisição da Som Livre – empresa do grupo Globo Comunicação e Participações S.A., criada em 1969 para edição e difusão dos discos com as trilha sonoras das novelas da TV Globo – foi feito pela Sony Music, em comunicado emitido de Nova York (EUA), nesta quinta-feira, 1º de abril de 2021.

De acordo com a nota oficial, também divulgada pelo Grupo Globo, a Som Livre se torna um “centro criativo independente” dentro da Sony Music com autonomia para contratar artistas e gerenciar lançamentos, atualmente concentrados em discos de música sertaneja, funk, pagode e forró – segmentos populares que vem dominando o mercado fonográfico brasileiro nos últimos anos. Tanto que o executivo Marcelo Soares permanece como CEO da Som Livre.

O comunicado informa que, ao se incorporar à SME, o elenco de artistas e autores da Som Livre – gravadora que têm contratos com nomes de peso no mercado brasileiro, como Marília Mendonça e Wesley Safadão – terá acesso à rede global de recursos e parcerias da Sony Music Entertainment.

Priorizando os mesmos segmentos populares da Som Livre, a Sony Music Brasil tem no elenco nomes como os cantores Gusttavo Lima e o recém-contratado Luan Santana, artista que pertencia ao elenco da Som Livre, gravadora que lançou Luan em escala nacional no fim dos anos 2000.


 

Postar um comentário

0 Comentários